Thiago Carpini - Juventude

Redação Blog Desportivos

Sérgio Carvalho – Muricy foi decisivo no acerto de Carpini com São Paulo

Thiago Carpini, ex-técnico do Juventude, é o novo treinador do São Paulo. Um treinador cujo currículo é bem simples, que não serviu grandes clubes, não ganhou títulos importantes nem se compara a outros grandes nomes que foram relacionados pela diretoria tricolor nos últimos dias.

Procurei saber por que esse técnico foi o escolhido. Mas não precisei apurar muita coisa para entender porque o presidente Julio Casares escolheu Thiago. Na verdade é porque, para o momento, é o melhor técnico para o São Paulo contratar. Um técnico jovem, que tem boas ideias, que sabe trabalhar com qualquer tipo de jogador e que, por ser ainda muito jovem, vai aceitar trocar ideias com o experiente Muricy, antes de tomar qualquer decisão no que se refere a escalação ou ao esquema tático a ser implantado no São Paulo.

Importante nesse momento, é que o trabalho de Carpini seja uma real sequência do que vinha sendo utilizado por Dorival Júnior, que deixou o clube porque vai trabalhar pela Seleção Brasileira. Assim, em curto espaço de tempo, Carpini será entendido por todo o elenco tricolor, porque, sua maneira de trabalhar e de agir serão muito parecidas com a do técnico que saiu.

Para reforçar essa tese, ainda acrescento que, por alguns meses, o filho de Dorival e seu parceiro de trabalho, que vão trabalhar com Dorival na seleção, ainda ficarão no São Paulo para ajudar na adaptação de Carpini ao elenco tricolor.

SEQUÊNCIA DO TRABALHO
A maior importância de Thiago Carpini para o São Paulo neste momento, é que ele aceita dar sequência ao trabalho de Dorival sem fazer muitas mudanças. Com isso, o bom futebol exibido pelo São Paulo no segundo semestre de 2023 poderá ser mantido, o que vai ajudar muito no jogo pela Supercopa do Brasil, que será disputado contra o Palmeiras, no início do mês que vem, em BH.

Será a primeira chance do São Paulo ganhar um título neste ano, o que, se acontecer, vai supervalorizar a temporada para o clube, que ainda terá pela frente o Paulistão, o Brasileirão, a Libertadores e a Copa do Brasil (onde o clube vai tentar o bicampeonato).

Para disputar uma temporada tão difícil e cheia de jogos, seria importante ter uma comissão técnica qualificada e um elenco com sobra de opções para as diversas posições do time principal. Pelo que temos acompanhado, o presidente Casares têm procurado fazer justamente isso. contratou, até agora, boas opções para as posições carentes e, com isso, deu mais opções técnicas e táticas para o novo treinador poder mudar seu time da forma como quiser, sem que a equipe perca sua força em qualquer um de seus setores básicos (defesa, meio campo e ataque).

Pelo que pude observar, o momento do São Paulo no início deste ano, é o ideal. Está com a auto estima em alta, tem bom elenco, bom comando diretivo técnico e administrativo. O sonho de novos títulos, por isso mesmo, não é apenas um sonho longínquo, mas uma autêntica realidade.

PERFIL DE CARPINI

Para que vocês tenham uma ideia, aqui estão alguns detalhes da vida profissional de Thiago Carpini, novo técnico do São Paulo. Ele encerrou sua carreira como jogador profissional na Caldense, em 2012, como um dos pilares da chamada Veterana do futebol mineiro.

Tricolor queria um treinador com esse perfil mais jovem, e Carpini era, de fato, um dos mais novos e promissores do mercado brasileiro. Parra contatá-lo, o São Paulo precisou desembolsar 1 milhão de reais como multa contratual existente no atual contrato de  Carpini junto ao Juventude. Em Caxias do Sul (RS), ele tirou o time da penúltima posição da Série B e terminou dentro do G-4, devolvendo-o para a Série A.

Com 39 anos, a carreira deste jovem treinador foi alavancada pela brilhante campanha do Água Santa,  de Diadema,  no Paulistão do ano passado. Time do ABC paulista foi finalista do campeonato, ganhou o primeiro jogo contra o Palmeiras por 2 a 1 mas perdeu a final por 4 a 0. Natural de Valinhos, Estado de São Paulo, chegou a jogar no Atlético-MG, Bahia, Ponte Preta e Guarani. Até agora treinou Água Santa, Oeste, Inter, de Limeira e Ferroviária. Nenhum grande clube como o São Paulo.

Firmou contrato com o São Paulo por 1 ano (até dezembro de 2024). Se fizer bom trabalho poderá ficar por mais uma temporada. Recentemente teve proposta do Santos, que se prepara para disputar a série B do Brasileiro pela primeira vez. No momento do acerto final, no entanto, a diretoria do Peixe deu preferência para Fábio Carille, que já tinha trabalhado no clube de Vila Belmiro tempos atrás.

About Author

Assine nossa newsletter
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
Nome

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.