Cássio de Miranda

F1

Max Verstappen: O Reinado Inconteste na F1 2023 e a Memória de Schumacher em 2002

F1 2023, Max Verstappen, Red Bull

A temporada de Fórmula 1 de 2023 será lembrada como uma das mais dominantes da história da categoria. Max Verstappen, com seu desempenho excepcional, acumulou 19 vitórias em 22 etapas, culminando em seu tricampeonato mundial. Este feito coloca em perspectiva a hegemonia técnica da Red Bull Racing e seu carro, o RB19, e suscita comparações com a temporada de 2002, na qual Michael Schumacher alcançou o pentacampeonato com seis corridas de antecedência, marcando a maior antecipação da história da F1 até aquele momento​​​​.

RELACIONADO: Max Verstappen no Brasil? Piloto Vai ao Casamento de Nelsinho Piquet e Viraliza!

A superioridade de Max Verstappen foi notável não apenas pelo número de vitórias, mas também pela distância considerável para o vice-campeão, Sergio Pérez, a confiabilidade do RB19 e a proporção de vitórias da Red Bull Racing frente às rivais, estabelecendo um número impressionante de recordes​​. Em termos estatísticos, Max Verstappen garantiu seu título com 77,2% das etapas concluídas, superando não apenas o recorde de Schumacher em 2002, mas também os títulos históricos de Schumacher em outros anos e de Ayrton Senna em 1988​​.

Max Verstappen: O Reinado Inconteste na F1 2023 e a Memória de Schumacher em 2002
Max Verstappen: O Reinado Inconteste na F1 2023 e a Memória de Schumacher em 2002 (Imagem: CNN/Reprodução)

Revisitar a temporada de 2002 nos lembra que Schumacher foi o primeiro piloto da história a subir ao pódio em todas as etapas daquela temporada, somando onze vitórias, cinco segundos lugares e um terceiro lugar. Este desempenho foi impulsionado pelo F2002, uma das grandes máquinas da F1, projetada pelo trio Ross Brawn, Rory Byrne e Nikolas Tombazis. A temporada também é marcada pela polêmica ordem de equipe da Ferrari, que obrigou Rubens Barrichello a ceder a vitória a Schumacher no GP da Áustria​​.

Em 2023, Max Verstappen estabeleceu um novo recorde na F1 com dez vitórias consecutivas e, ao chegar ao GP do Catar, já tinha uma vantagem considerável sobre Pérez, assegurando o campeonato com cinco corridas de antecedência, a terceira maior antecipação de todos os tempos. A Red Bull Racing venceu impressionantes 21 das 22 etapas, superando o recorde anterior da McLaren em 1988 e da Mercedes em anos recentes​​​​.

Analisando as temporadas de 2002 e 2023, percebe-se que a distância da Ferrari de 2002 em relação às suas adversárias não foi tão grande quanto a da Red Bull Racing em 2023. Em 2002, duas equipes rivais conseguiram vencer Schumacher, enquanto em 2023, apenas a Ferrari de Carlos Sainz no GP de Singapura conseguiu superar Verstappen. Além disso, Verstappen conquistou mais poles e teve presença mais frequente no pódio comparado às temporadas anteriores​​.

Esta análise contextualiza a supremacia de Max Verstappen em 2023, destacando-a como um marco histórico na Fórmula 1. Ao mesmo tempo, revive memórias da era Schumacher, comparando duas épocas de domínio absoluto, mas com suas particularidades e nuances. A temporada de 2023, com sua dinâmica e resultados extraordinários, questiona a atratividade do esporte quando um piloto e uma equipe são tão dominantes, trazendo um debate contínuo sobre a natureza competitiva da Fórmula 1

About Author

Assine nossa newsletter
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.
Nome

1 comentário em “Max Verstappen: O Reinado Inconteste na F1 2023 e a Memória de Schumacher em 2002”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.